Botijão de gás de cozinha  - Agência Brasil
Botijão de gás de cozinha Agência Brasil
Por
Publicado 03/11/2017 19:15 | Atualizado há 3 anos

O botijão de gás de cozinha (GLP) de até 13 quilos vai ficar mais caro a partir de amanhã para o consumidor. A Petrobras anunciou ontem o reajuste de 4,5%, em média, do produto para os revendedores. É o quinto aumento consecutivo. O ajuste foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos.

Se for integralmente repassado aos preços ao consumidor, a companhia estima que o valor do botijão pode ser reajustado, em média, em 2% ou cerca de R$ 1,21 por botijão, isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos. O preço médio do gás no Município do Rio, segundo a pesquisa da ANP, entre 22 e 28 de outubro, era de R$ 57,48. Já o valor máximo encontrado foi de R$ 75.

Em nota, o Sindigás informou que as empresas distribuidoras associadas à entidade foram comunicadas na tarde de ontem pela Petrobras sobre o aumento. Segundo o sindicato, o reajuste oscilará entre 4,2% e 4,7%, de acordo com o polo de suprimento.

Ontem, a Petrobras também divulgou o aumento no preço da gasolina. A partir de hoje, o valor do litro do combustível está 3,6% mais caro nas refinarias.

Você pode gostar
Comentários