Mais Lidas

Número de homicídios aumenta 300% no Espírito Santo desde motim da PM

Comparação, feita pelo Sindicato dos Policiais Civis do Espírito considera o mesmo período do ano passado

Por luana.benedito

Espírito Santo - O número de homicídios aumentou 300% no Espírito Santo desde que começou o movimento que paralisou a Polícia Militar do Estado, em 4 de fevereiro. A comparação, feita pelo Sindicato dos Policiais Civis do Espírito (Sindipol/ES) considera o mesmo período do ano passado. Nos últimos 10 dias, foram 145 assassinatos.

Os dados não são confirmados pelo governo estadual, mas, de acordo com o Sindipol, levam em conta levantamento realizado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), pelo Departamento Médico Legal e pelo Centro Integrado de Defesa Social (Ciodes).

No fim da manhã desta terça-feira, 14, o secretário estadual de Segurança Pública do Espírito Santo, André Garcia, afirmou que há indícios de que parte dos homicídios tenha envolvimento de policiais. Ele disse que mais de 30 denúncias foram feitas à ouvidoria nacional de Direitos Humanos e que uma força-tarefa está investigando todas as mortes.

Os dados divulgados pelo Sindipol apontam que 29 dos 78 municípios capixabas registraram assassinatos entre 4 e 13 de fevereiro. No período, foram 145 homicídios - chegou a ser informado 146, mas foi constatado duplicidade de nomes.

As mortes violentas que estão sendo consideradas no levantamento foram por arma de fogo e arma branca. O município de Serra, na Grande Vitória, foi o que mais registrou mortes. Foram 32 no período.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia