Mais Lidas

Líder do PT na Câmara mantém inspeção à prisão de Lula em Curitiba

Juíza negou acesso a grupo de 12 deputados que pretende ir à sede da PF na capital paranaense

Por Agência Brasil

Deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS)
Deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) -

Brasília - O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), afirmou, nesta segunda-feira, que manterá a inspeção da Comissão Externa da Câmara dos Deputados à sede da Polícia Federal em Curitiba. O grupo formado por 12 deputados pretende fiscalizar as condições de encarceramento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas teve o acesso negado pela juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba.

"Na qualidade de coordenador da Comissão Externa, comuniquei aos outros 12 membros e ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que a inspeção está mantida para amanhã, terça-feira, às 11h, com o objetivo de verificar in loco as condições em que se encontra detido o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva”, afirmou Pimenta, por meio de nota.

Segundo o parlamentar, em nenhum momento a Comissão solicitou à juíza autorização para a inspeção, pois se trata de prerrogativa constitucional da Câmara dos Deputados formar comissões externas para verificar condições carcerárias em todo país.

"A Comissão comunicou à juíza a data da realização da inspeção e lhe solicitou providências junto à Polícia Federal para viabilizar o acesso da delegação parlamentar", ressaltou Paulo Pimenta. "A juíza não poderia invadir prerrogativa da Câmara dos Deputados, definida pela Constituição Federal, e tampouco lhe caberia negar um pedido que não foi feito pela Comissão", completou.

Decisão

A senadora Gleisi com apoiadores de Lula, na PF, em Curitiba - DIVULGAÇÃO

Na decisão desta segunda, a juíza Carolina Lebbos também negou pedidos feitos pela ex-presidente Dilma Rousseff, pelo pré-candidato pelo PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, pela presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), pelo vereador de São Paulo Eduardo Suplicy (PT-SP), entre outros.

A juíza destacou que apenas parentes e advogados estão autorizados a visitar presos custodiados na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, medida adotada diante da "limitação de cunho geral relativa a visitas na carceragem", uma vez que os presos se encontram no mesmo edifício onde se realizam outras atividades corriqueiras da PF, inclusive com atendimento ao público.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) Gustavo Lima / Agência Câmara
A senadora Gleisi com apoiadores de Lula, na PF, em Curitiba DIVULGAÇÃO