Bolsonaro reclama de jornal errado na Web

Em um post datado de 24 de novembro do ano passado, que veio à tona nesta segunda, a advogada Janaína Paschoal, candidata a compor como vice a chapa do deputado, disse: 'Ele é idolatrado pelos meninos'

Por O Dia

Aliados de Bolsonaro já admitem que as complicações médicas devem alongar o tempo de recuperação e podem tirá-lo inclusive das atividades de um eventual segundo turno
Aliados de Bolsonaro já admitem que as complicações médicas devem alongar o tempo de recuperação e podem tirá-lo inclusive das atividades de um eventual segundo turno -

Brasília - O candidato à presidência do PSL, Jair Bolsonaro, se queixou nesta segunda-feira, nas redes sociais, contra uma matéria do jornal suíço 'Tribune de Genève', que o chama de "machista, homofóbico e racista". Só que ele reclamou do 'Le Monde', um dos maiores jornais da França.

"O desespero, o baixo nível, a tentativa clara e suja sem se preocupar com esposa e filha. Os ataques internacionais também se intensificaram. Veja esta manchete de um dos principais jornais da França e do mundo. @lemondefr", postou. Após ser corrigido, ele publicou: "Seria de extrema importância se existisse o mesmo empenho em corrigir os 'erros' cometidos por vocês e seus colegas sempre contra a minha pessoa".

Outro post no Twitter causou constrangimento a Bolsonaro. Em um post datado de 24 de novembro do ano passado, que veio à tona nesta segunda, a advogada Janaína Paschoal, candidata a compor como vice a chapa do deputado, disse: "Ele é idolatrado pelos meninos. Na condição de líder, haveria de cuidar mais de sua fala. Ando preocupada com isso".

O presidente do PSL, Gustavo Bebianno, disse que as opiniões são de uma "mulher forte".

Comentários

Últimas de Brasil