Suzane von Richthofen deixa prisão para saída de Dia dos Pais

Condenada a 39 anos de prisão por arquitetar a morte dos pais, ela foi recebida pelo namorado ao deixar a penitenciária feminina de Tremembé, em São Paulo

Por O Dia

Suzane von Richtofen (C) foi recebida pelo noivo Rogério Olberg
Suzane von Richtofen (C) foi recebida pelo noivo Rogério Olberg -

São Paulo - Presa há quase 18 anos, Suzane von Richthofen deixou a penitenciária feminina de Tremembé, em São Paulo, para a saída temporária de Dia dos Pais, nesta quinta-feira. O benefício é concedido para presos do regime semiaberto com bom comportamento.

Suzane deixou o presídio por volta das 8h10 da manhã. Ela foi recebida pelo namorado e entrou rapidamente com o companheiro em um carro. O retorno a penitenciária está marcado para a segunda-feira.

A progressão Suzane do regime fechado para o semiaberto aconteceu em outubro de 2015. A primeira vez que ela deixou a prisão foi em março de 2016, para passar a Páscoa em casa.

Atualmente, Suzane busca a progressão para o regime aberto para responder a resto da sua pena em liberdade. O pedido corre na Justiça e não há data para decisão.

Suzane von Richthofen foi presa em novembro de 2002 após arquitetar o assassinato dos próprios pais, Manfred e Marisa von Richthofen, com o namorado e o cunhado, os irmãos Daniel e Cristian Cravinhos. Ela foi condenada a 39 anos de prisão.

Últimas de Brasil