Mais Lidas

Campeão de votos da Alerj também é do PSL

Por

O candidato a deputado estadual eleito com o maior número de votos no Rio foi Rodrigo Amorim, do Partido Social Liberal (PSL). Correligionário do candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro, Rodrigo Amorim chamou atenção por rasgar uma placa de rua, afixada na Cinelândia, com o nome da ex-vereadora Marielle Franco, assassinada ao lado do motorista Anderson Gomes, em março deste ano. Rodrigo Amorim, que teve mais de 140 mil votos, foi seguido por Marcio Canella (MDB) e Alana Passos, também do PSL.

Ao mesmo tempo em que o ato de Rodrigo Amorim causou revolta em parte do eleitorado, contribuiu para dar popularidade ao candidato, pois a imagem foi compartilhada milhares de vezes nas redes socais. Ao justificar o comportamento à época, Amorim, que é advogado, acusou os autores da homenagem a Marielle Franco de 'depredação do patrimônio público'.

No seu perfil no Facebook, Amorim disse que a homenagem a ex-vereadora foi ilegal. "Cumprindo nosso dever cívico, removemos a depredação e restauramos a placa em homenagem ao grande marechal", escreveu Rodrigo Amorim em referência a Floriano Peixoto, que dá o nome à praça onde foi posta a placa em homenagem a Marielle Franco.

ACUSADO PELO TRE

O segundo mais votado no Rio para deputado estadual foi o candidato Márcio Canella, do MDB, com mais de 110 mil votos. Nascido na cidade de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, Canella vai assumir seu segundo mandato na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Em março deste ano, Márcio Canella figurou no noticiário político ao ser acusado pelo Ministério Público Eleitoral de irregularidades na arrecadação e gastos de recursos na campanha eleitoral para a Prefeitura de Belford Roxo. Canella era candidato a vice na chapa encabeçada por Waguinho. Os dois tiveram diplomas cassados pelo TRE, e recorreram da decisão.

Já Alana Passos (PSL) teve mais de 106 mil votos. Nascida em Queimados, na Baixada Fluminense, Alana Passos é sargento do Exército. As quatro maiores bancadas na Alerj foram formadas por PSL (13 eleitos), DEM (6), MDB (5), PSOL/PCB (5).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários