Homem é preso e confessa ter matado a estudante Rayane Alves

Adolescente foi asfixiada com um cadarço no interior de São Paulo, após deixar uma festa

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Rayane Paulino Alves, de 16 anos, estava desaparecida desde o dia 21 deste mês após sair de uma festa em Mogi das Cruzes (SP)
Rayane Paulino Alves, de 16 anos, estava desaparecida desde o dia 21 deste mês após sair de uma festa em Mogi das Cruzes (SP) -

São Paulo - A Polícia Civil de Mogi das Cruzes (SP) prendeu na madrugada desta quarta-feira um homem de 28 anos que confessou ter matado a estudante Rayane Paulino Alves, de 16 anos. O corpo dela foi encontrado no domingo, dia 28, em Guararema, cidade do interior paulista), com um cadarço enrolado no pescoço. Familiares reconheceram o corpo da adolescente nesta segunda-feira.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), o agressor responderá à Justiça por homicídio qualificado e estupro.

Rayane estava desaparecida desde o dia 21 após sair de uma festa em Mogi das Cruzes. O corpo foi achado já em estado de decomposição em uma mata na lateral da avenida Francisco Lerário, no bairro do Cambiri, em Guararema.

A adolescente estava em uma festa num sítio com amigas quando sumiu, após dizer que estava esperando seu pai para voltar para casa. Cartazes foram espalhados pela família, policiais e bombeiros usaram cães farejadores e um helicóptero em busca de pistas. O celular dela havia sido localizado na Rodovia Presidente Dutra, em Jacareí (SP).

 

Últimas de Brasil