Supremo adia decisão sobre Lula

s

Por

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) interrompeu ontem o julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula (PT) após pedido de vista, ou seja, mais tempo para pensar, por parte do ministro Gilmar Mendes. Já haviam votado contra o pedido da defesa os ministros Edson Fachin, relator da Lava Jato, e Cármen Lúcia. Lula está preso desde abril, condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O habeas corpus pede a liberdade do petista e a anulação dos atos de Sérgio Moro, que condenou Lula no caso do triplex do Guarujá, sob o argumento de que a indicação de ex-juiz para o ministério da Justiça no futuro governo Jair Bolsonaro demonstra a parcialidade do ex-magistrado e que que ele agiu "com finalidade política".

 

Comentários

Últimas de Brasil