Médico confirma cirurgia de Bolsonaro para o dia 28 de janeiro

Inicialmente marcada para esta quarta-feira, a cirurgia foi adiada em novembro após uma série de exames que apontaram uma inflamação do peritônio e processo de aderência entre as alças intestinais

Por Agência Brasil

Bolsonaro pretende transferir a Embaixada do Brasil em Israel de Tel Aviv, capital administrativa, para Jerusalém. A decisão gera polêmicas, mas o presidente eleito demonstrar estar determinado a concretizar a medida
Bolsonaro pretende transferir a Embaixada do Brasil em Israel de Tel Aviv, capital administrativa, para Jerusalém. A decisão gera polêmicas, mas o presidente eleito demonstrar estar determinado a concretizar a medida -

Rio - O médico-cirurgião Antônio Luiz Macedo, do Hospital Israelita Albert Einstein, afirmou nesta quinta-feira à reportagem da Agência Brasil que a cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia do presidente eleito, Jair Bolsonaro, foi remarcada para o dia 28 de janeiro. Mais cedo, Bolsonaro esteve no hospital, na capital paulista, para uma consulta de rotina, que durou cerca de um hora.

Inicialmente marcada para esta quarta-feira, a cirurgia foi adiada em novembro após uma série de exames que apontaram uma inflamação do peritônio e processo de aderência entre as alças intestinais. A nova data também é uma adequação à agenda do próximo presidente, que participará do Fórum Econômico de Davos, na Suíça, entre os dias 22 e 25 de janeiro, em um dos seus primeiros compromissos internacionais após tomar posse no cargo.

"É a disponibilidade dele (Bolsonaro). Agora não dá por causa da posse do dia 1º de janeiro, depois ele tem um compromisso fora do Brasil (Fórum de Davos), que ele não pode deixar de ir. Quando ele voltar desse compromisso, ele será operado", afirmou Macedo, um dos maiores especialistas em cirurgia do aparelho digestivo no país.

Antônio Macedo acompanha Bolsonaro desde o ataque sofrido pelo então candidato à presidente, no dia 6 de setembro, em Juiz de Fora (MG), durante a campanha eleitoral. Bolsonaro foi esfaqueado no abdômen por Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos. O autor do ataque segue preso na penitenciária federal de Campo Grande.

Almoço com Silvio Santos

Após a consulta em São Paulo, Jair Bolsonaro almoçou com o apresentador Silvio Santos, do SBT, na zona sul da cidade. Nesta quarta-feira, o apresentador completou 88 anos de idade, e o almoço foi organizado como uma confraternização. O presidente eleito estava acompanhado da esposa, Michelle Bolsonaro, do futuro ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, além de outros assessores, sob um forte esquema de segurança.

Bolsonaro deixou a casa de Silvio Santos por volta das 14h e foi direito para o aeroporto de Congonhas, onde embarcou para o Rio de Janeiro. A expectativa é que ele permaneça na cidade pelos próximos dias.

Últimas de Brasil