Após decisão de Jean Wyllys, Bolsonaro e filho comemoram no Twitter

Após o anúncio de que o parlamentar do PSOL vai abrir mão de seu mandato por medo de ameaças, Jair e Carlos Bolsonaro comemoram em rede social

Por O Dia

Jean Wyllys é alvo frequente de notícias falsas
Jean Wyllys é alvo frequente de notícias falsas -

Rio - Após a publicação da entrevista em que o deputado federal Jean Wyllys, do PSOL, afirmou que vai desistir do mandato por medo de ameaças, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), e seu filho, o vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ), postaram mensagens de comemoração no Twitter. 

"Grande dia!", escreveu o presidente. Carlos foi mais direto: "Vá com Deus e seja feliz!"

Jean Wyllys vive sob escolta policial e com carro blindado desde o assassinato da vereadora Marielle Franco, em março do ano passado. Ele ressaltou que a revelação de que familiares de um ex-policial do Bope suspeito de chefiar a organização criminosa Escritório do Crime, investigada pela morte de Marielle, eram lotados no gabinete de Flávio Bolsonaro, pesou na sua decisão. 

Flávio, envolvido em uma série de acusações de corrupção, não se manifestou sobre a decisão de Wyllys.

O desentendimento entre o parlamentar do PSOL e Jair Bolsonaro vem de longa data. Na votação pelo impeachment de Dilma Rousseff, quando o então deputado federal Jair Bolsonaro dedicou seu voto a um torturador do regime militar, Jean Wyllys cuspiu em sua direção. Durante a campanha de 2018, Bolsonaro vinculou a imagem do deputado a notícias falsas sobre o "kit gay".

Comentários