Moro nomeia Ilona Szabó como suplente de Conselho e causa revolta na base bolsonarista

Indicação de cientista política e especialista em segurança pública como suplente do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária desagradou eleitorado que elegeu Bolsonaro. #IlonaNão atingiu o primeiro lugar nos trending topics do Twitter

Por O Dia

Ilona Szabó já se posicionou contra o Escola Sem Partido e a facilitação da posse de armas, e chamou de
Ilona Szabó já se posicionou contra o Escola Sem Partido e a facilitação da posse de armas, e chamou de "populistas" algumas das principais promessas de campanha de Bolsonaro -

Rio - O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, nomeou nesta quarta-feira a cientista política Ilona Szabó como suplente do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária. A nomeação, contudo, desagradou a base que ajudou a eleger Jair Bolsonaro. Replicada por diversas páginas de direita, em poucas horas a hashtag #IlonaNão atingiu o primeiro lugar nos trending topics do Twitter.

Especialista em segurança pública e co-fundadora do Instituto Igarapé, um think thank "dedicado à integração das agendas da segurança, justiça e do desenvolvimento", Ilona foi uma indicação técnica – mas que, no entanto, se chocou com a agenda ideológica do atual governo. A cientista política já se posicionou contra o Escola Sem Partido e a facilitação da posse de armas, e chamou de "populistas" algumas das principais promessas de campanha de Jair Bolsonaro.

Ilona participou de uma mesa sobre crime organizado internacional com o ministro Sergio Moro, em Davos, no início do ano. Ela é uma das vozes mais ativas do país no debate sobre segurança pública.  

Comentários