Absurdo! Vídeo flagra servidor agredindo paciente dentro de UPA

Nas imagens, divulgadas nas redes sociais, é possível ver a vítima, que estava com o braço enfaixado, recebendo um forte soco no rosto. Prefeito pediu afastamento imediato do funcionário

Por iG

Imagens mostram servidor desferindo soco no rosto de rapaz que estava com braço enfaixado
Imagens mostram servidor desferindo soco no rosto de rapaz que estava com braço enfaixado -
Londrina - Na noite do último domingo (18), pessoas que estavam na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Jardim do Sol, na cidade de Londrina-PR, filmaram a agressão de um servidor público a um dos pacientes que aguardavam atendimento.
Nas imagens, divulgadas nas redes sociais, é possível ver a vítima, que estava com o braço enfaixado, recebendo um forte soco no rosto desferido pelo servidor público, que não teve o nome divulgado. Na sequência, o rapaz é levado para uma das salas do local para receber atendimento.
Em postagem nas redes sociais, o prefeito de Londrina , Marcelo Belinati, lamentou o ocorrido e afirmou que pediu o afastamento imediato do funcionário à Corregedoria-Geral do município, além da apuração rigorosa dos acontecimentos e abertura de processo administrativo.
"Em relação a fatos ocorridos agora a noite na UPA Centro Oeste por volta das 22:45 hs, encaminhei documento a Corregedoria Geral determinando o imediato afastamento do servidor envolvido em agressão física contra paciente, a apuração rigorosa dos fatos e abertura de processo administrativo p/ procedimentos de responsabilização. Independente do que tenha ocorrido anteriormente (e que será apurado) nada justifica uso de violência ", afirmou Belinati.
No texto, ele afirma ainda que o gesto é uma " agressão contra toda a população de Londrina" e que o servidor é pago para servir a população e tem "obrigação de tratar a todos com respeito e dignidade, independente de raça, cor, credo ou situação financeira.
"É inadmissível que, entre tantos valorosos servidores, tenha alguém que extrapole de suas funções para agredir alguém. Na nossa administração jamais toleraremos esse tipo de comportamento", finalizou.

Comentários