Juiz 'blinda' investigação contra ministro do Turismo

Por

A investigação sobre o envolvimento do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), em um suposto esquema de candidaturas laranja no PSL em Minas nas últimas eleições correrá em sigilo de Justiça. De acordo com o juiz Flávio Catapani, da 26ª Zona Eleitoral de Belo Horizonte, o sigilo foi decretado para preservar as partes e que o inquérito policial já corria em segredo de Justiça.

Com a decisão, o magistrado não informou se o processo foi instaurado e se o ministro virou ou não réu por falsidade ideológica eleitoral, apropriação indébita eleitoral e associação criminosa.

Na última sexta-feira, o Ministério Público de Minas Gerais denunciou um suposto esquema das candidaturas laranja a partir de inquérito da Operação Sufrágio Ostentação da Polícia Federal.

Segundo as investigações, dinheiro do fundo do PSL que deveria ter financiado quatro candidaturas femininas foi, na realidade, desviado para candidaturas masculinas.

Comentários