Vazamento de óleo pode ter sido de navio

Por

O governo informou ontem que trabalha com suspeitas sobre a origem da mancha de petróleo que atinge o litoral do Nordeste desde o mês passado. Para o governo, o mais provável é que tenha sido vazamento causado por navio e que o produto não é produzido nem comercializado no Brasil. O presidente Bolsonaro disse não poder revelar o país de origem do óleo.

"O que está constatado é que existe um DNA desse petróleo. Ele não é produzido no Brasil nem comercializado no Brasil. Aproximadamente 140 navios fizeram trajeto por aquela região, pode ser algo criminoso, pode ser um vazamento acidental, pode ser um navio que naufragou também. Agora, é complexo, existe a possibilidade, temos no radar um país que pode ser o da origem do petróleo e continuamos trabalhando da melhor maneira possível não só para dar uma satisfação para a sociedade, como colaborar na questão ambiental", disse.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, foi a Sergipe vistoriar o vazamento. Ele sobrevoou a região e informou que mais de 100 toneladas de petróleo já atingem o litoral.

Comentários