Em discurso, Lula chama eleição de 'roubada', ataca Judiciário e diz que vai percorrer o país

Ex-presidente também atacou frontalmente a Rede Globo, criticou o governo Bolsonaro e apresentou sua namorada ao público

Por O Dia

Ex-presidente Lula foi solto
Ex-presidente Lula foi solto -
Rio - Em discurso em Curitiba logo após a sua soltura, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, em dois momentos, que Bolsonaro foi eleito de forma "roubada" e fez fortes críticas a Moro, Dallagnol e ao que chamou de "lado podre" do Ministério Público, da Polícia Federal e da Receita Federal. "O lado podre (desses órgãos) tentou criminalizar a esquerda, o PT e o Lula", afirmou. Lula também atacou frontalmente a Rede Globo, criticou o governo Bolsonaro e afirmou que pretende percorrer o país. 
"Eles não prenderam Lula, eles tentaram matar uma ideia. E ideia não se mata", disse o presidente, em um palanque próximo à Polícia Federal, em Curitiba, onde a Vigília Lula Livre está montada desde a sua prisão, em abril de 2018.
Em momentos mais descontraídos de sua fala, o ex-presidente exaltou sua militância e apresentou sua namorada, a socióloga Rosângela da Silva. "Eu consegui a proeza de, preso, arrumar uma namorada", brincou. 
Lula foi solto na tarde desta sexta-feira. O despacho que autorizou sua saída foi emitido pela Justiça Federal com base na decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre presos em segunda instância. 
O ex-presidente agora irá para o Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, onde, no sábado, deverá discursar novamente.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários