Casais: Kavaco e Amanda... - Globo/João Cotta
Casais: Kavaco e Amanda...Globo/João Cotta
Por O Dia
Rio - Será que vale tudo na hora de conseguir aquele tão desejado date? Segundo uma pesquisa realizada com 2.785 pessoas pelo aplicativo de relacionamento The Inner Circle, 47% delas afirmam que já mentiram; 21,2% por preocupação em não ser o suficiente para chamar a atenção e 25,8% com o objetivo de despertar o interesse de pessoas mais atraentes.
A amostragem contou com a participação de 51,7% de homens e 47,8% de mulheres. Desses entrevistados, 14,4% disseram que já mentiram dizendo ser mais sociáveis do que realmente são, 13,6% mentiram sobre a idade, diminuindo a idade real, e 13,4% disseram ter um trabalho diferente do que realmente têm.
Publicidade
Os membros do The Inner Circle foram questionados também sobre o que fariam se descobrissem que alguém com quem então saindo mentiu durante a conquista. A maioria deles, 80,8%, afirmam que perdoaria dependendo da mentira, já 18,1% iriam deixar de sair com a pessoa. Ainda segundo o levantamento, 61,2% não perdoariam o fato do crush dizer que não tem filhos e na verdade ter e 38% não perdoariam a mentira de dizer que não é fumante.
Mas engana-se quem acha que a "mentira inofensiva" pesa na consciência. 41,3% dos participantes disseram que só confessariam a verdade para o crush se o assunto surgisse naturalmente e 21,5% nunca contariam, enquanto apenas 29,2% disseram que contariam a verdade durante o primeiro encontro.
Publicidade
Outra constatação é que o namoro que começa virtualmente tem deixado de ser um tabu: 64,7% dos usuários que responderam a pesquisa disseram que não mentiriam para amigos e familiares sobre ir a um encontro com alguém que conheceu no aplicativo de relacionamento, e somente 14,4% não contariam. Eles também disseram (76,8%) que falariam a verdade para os amigos e familiares sobre conhecer o (a) parceiro (a) no aplicativo.

"Acredito que utilizar ferramentas que facilitem o acesso para conhecer pessoas, ainda mais hoje em dia, na era digital, é bastante positivo e aumenta as possibilidades de encontrar um par ideal", afirma David Vermeulen, fundador e CEO do The Inner Circle. Para ele, os dados apenas confirmam uma percepção em relação ao comportamento dos usuários brasileiros, que estão mais abertos para assumir que utilizam os aplicativos de relacionamentos e que, de fato, buscam por um relacionamento sério.