Nuno Vasconcellos é homenageado pelo Comando de Policiamento Metropolitano de São Paulo

Representante dos acionistas que controlam o portal IG e outros veículos de comunicação foi homenageado com a entrega de moeda comemorativa

Por O Dia

Coronel Ronaldo Gonçalves Faro, comandante do CPM, e Nuno Vasconcellos
Coronel Ronaldo Gonçalves Faro, comandante do CPM, e Nuno Vasconcellos -
São Paulo - Na comemoração dos 20 anos do aniversário do Comando do Policiamento Metropolitano (CPM), Nuno Vasconcellos, representante dos acionistas que controlam o portal IG e outros veículos de comunicação, foi homenageado com a entrega de uma moeda comemorativa.

Galeria de Fotos

Nuno recebe diploma do CPM Divulgação
Rafaela e Nuno Divulgação
Nuno e Rafaela ao lado do secretário de segurança (terceiro da esquerda pra direita) e os coronéis Salles e Faro (dois últimos) Divulgação
Nuno cumprimenta secretário de segurança de SP, João Camilo Pires de Campos, ao lado da mulher Rafaela Vasconcellos Divulgação
Coronel Ronaldo Gonçalves Faro, comandante do CPM, e Nuno Vasconcellos Divulgação
A honraria foi instituída em 2017, inspirada nas moedas tradicionais das unidades militares da Roma antiga. A solenidade foi realizada com pompa na última quinta-feira. A moeda tem por objetivo homenagear os oficiais e praças pelos bons serviços prestados, bem como suas ações meritórias, e os civis que contribuem para instituição com o alcance dos objetivos da sociedade.
Outros 16 militares também foram agraciados com a Medalha Valor Militar, criada em 1953 e entregue em três graus (bronze, prata e ouro), de acordo com o tempo de serviço.
O Comando de Policiamento Metropolitano (CPM) foi criado em 24 de novembro de 1999. Sua área de atuação abrange 6.425 km², o que implica no policiamento de 38 municípios, beneficiando 9,2 milhões de habitantes. “Os senhores e as senhoras possuem uma história que é composta por um excelente trabalho, que resulta em índices criminais magníficos”, destacou o general João Camilo Pires de Campos, secretário da Segurança Pública.
Campos se refere ao patamar de 6,20 ocorrências a cada 100 mil habitantes no Estado – o menor índice da série histórica, que passou a ser contabilizada em 2001. Isso significa que São Paulo tem menos mortes violentas que cidades como Miami (11,57), Washington (16,15) e Chicago (24,07). Em comparação com outros estados brasileiros, o risco de se morrer assassinado em São Paulo é quase 400% menor.
O CPM contempla os Comandos de Policiamento de Áreas Metropolitanas 6, 7, 8 e 12, sediados em Santo André, Guarulhos, Osasco e Mogi das Cruzes, respectivamente. Entre janeiro e outubro deste ano, a unidade foi responsável por efetuar 23.619 prisões, 1,5 milhão de buscas pessoais, 784 apreensões de armas e recuperar 9.794 veículos.
“Até setembro, realizamos quase 5 mil atendimentos por dia pela central 190 da Região Metropolitana de São Paulo. O sucesso das ações não seria possível sem a dedicação de nossos valorosos policiais militares que, diuturnamente, se dedicam em proteger a nossa população”, ressaltou o coronel Ronaldo Gonçalves Faro, comandante do CPM.
“Coronel Faro, o senhor lidera 9 mil policiais, duas brigadas de infantaria. Comanda uma divisão de exército. Parabéns! Segurança pública se trabalha com tecnologia, gestão e valorização das pessoas. Mas quem faz a diferença são as pessoas. Fico muito feliz de participar deste evento e ver pessoas reconhecidas”, emendou o general Campos.
Ao se dirigir a Nuno Vasconcellos, o comandante-geral da PM, coronel Marcelo Viera Salles, destacou o trabalho abnegado da tropa: “Aos policiais que receberam o nosso agradecimento, saibam que vocês não são anônimos. O trabalho realizado por cada um repercute na vida das pessoas e na vida do Brasil. Nos orgulhamos de nossos indicadores criminais”.
Salles atribui o resultado também à sinergia em um trabalho extremamente complexo. “Quando as ordens emanam, Nuno, e são muito bem executadas, repercutem na eficiência do trabalho policial. Precisamos compartilhar este sucesso”.
Nuno Vasconcellos, que foi homenageado no evento junto com sua colaboradora Cleide de Souza, relações públicas do parque Hopi Hari, se sentiu honrado com a condecoração. “O IG tem como missão, em sua linha editorial, assinalar todos os grandes esforços que a Polícia Militar faz para trazer maior segurança para seus cidadãos em São Paulo. É nosso dever repercutir este bom trabalho”, afirmou Nuno, que estava acompanhado na cerimônia da sua mulher Rafaela Vasconcellos.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários