Paraisópolis: Doria exige punição a policial flagrado agredindo moradores

Governador de São Paulo disse que práticas como essa 'serão veementemente condenadas'

Por iG

Governador de São Paulo, João Doria
Governador de São Paulo, João Doria -

O governador de São Paulo, João Doria afirmou, nesta terça, que a ação policial na favela de Paraisópolis não condiz com o procedimento da Polícia de São Paulo e será punida. No último domingo, nove jovens foram pisoteados quando a Polícia Militar realizou uma ação em um baile funk no local. 

Um dia antes, Doria havia afirmado que a “letalidade não foi provocada pela PM, e sim por bandidos que invadiram a área”. No entanto, a divulgação de um vídeo em que um policial agride jovens em um beco de Paraisópolis durante a ação policial fez com que o governador mudasse de opinião. 

Doria disse que práticas como essa "serão veementemente condenadas" e pediu punição exemplar ao agressor, que já foi afastado do caso. O governador se solidarizou com o ocorrido e disse que a investigação continua. "Em SP, não temos compromisso com o erro".

A investigação rigorosa do triste episódio deste final de semana continua e, sempre que forem identificadas transgressões graves, serão punidas. Em SP, não temos compromisso com o erro. Mais uma vez, me solidarizo com amigos e familiares dos jovens que perderam suas vidas.

— João Doria (@jdoriajr) December 3, 2019
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários