Carlos Bolsonaro pretendia cria uma Abin paralela, acusa Joice Hasselmann

Segundo deputada, filho do presidente tinha a intenção de grampear telefones das pessoas que poderiam ameaçar seu pai

Por iG

Vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro
Vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro -

Brasília - O vereador no Rio de Janeiro e filho de Jair Bolsonaro, Carlos Bolsonaro, pretendia criara uma espécie de "Abin paralela". É o que informou a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) em depoimento na CPI das Fake News na tarde desta quarta-feira. De acordo com a parlamentar, a intenção era investigar e perseguir opositores do presidente na internet.

Segundo Joice, a intenção de Carlos Bolsonaro não era agir apenas na internet, mas ainda "grampear telefones" de pessoas que pudessem ameaçar a Presidência da República. A informação teria sido passada a ela pelo ex-secretário-geral de Governo, Gustavo Bebianno, primeiro ministro demitido por Bolsonaro após discutir com Carlos.

Convidada a depor na CPI nesta quarta-feira, Joice não poupou acusações aos filhos de Bolsonaro. Ela também afirmou que Eduardo Bolsonaro comandou um esquema de disparos de mensagens na internet em apoio ao presidente e que difamavam opositores.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários