Guarda do parque Celso Daniel morre após ser agredido por pedir para grupo parar de fumar

Agente, que não teve identidade revelada, foi chamado por um grupo de pais que estava incomodado com a fumaça do narguilé de jovens que estavam perto da área infantil no local

Por IG - Último Segundo , IG - Último Segundo

Parque Celso Daniel
Parque Celso Daniel -
São Paulo - Um Guarda Civil Municipal de 56 anos morreu após ser agredido no parque Celso Daniel, na cidade de Santo André, na Grande São Paulo, nesta quarta-feira. O homem, que não teve identidade revelada, foi chamado por um grupo de pais que estava incomodado com a fumaça do narguilé de jovens que estavam perto da área infantil no local.

Segundo a GCM, o funcionário do parque foi, na companhia de um colega de profissão, pedir que o grupo parasse de fumar no local. Uma confusão teria sido iniciada e o homem, que tem 33 anos de profissão, foi golpeado por um dos jovens com socos no peito e perdeu a consciência.

Ele foi socorrido para o Centro Hospitalar de Santo André, mas teve três paradas cardíacas, não resistiu e morreu. O velório da vítimaserá realizado nesta quinta-feira. Não há informações sobre a identidade do suspeito da agressão.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários