Associação de juízes cobra responsabilização civil e criminal de Alvim

Em vídeo em que anuncia o Prêmio Nacional das Artes, Alvim, citou textualmente trechos de um discurso do ideólogo nazista Joseph Goebbels

Por ESTADÃO CONTEÚDO , Estadão Conteúdo

Secretário especial da Cultura do governo, Roberto Alvim, faz discurso semelhante ao do ministro da Alemanha Nazista, Joseph Goebbels
Secretário especial da Cultura do governo, Roberto Alvim, faz discurso semelhante ao do ministro da Alemanha Nazista, Joseph Goebbels -
Brasília - A Associação Juízes Para a Democracia cobrou nesta sexta-feira, a responsabilização civil, administrativa e criminal, do ex-secretário Nacional de Cultura Roberto Alvim. Segundo a entidade, que reúne magistrados ativistas, o presidente Jair Bolsonaro foi "contraditório" ao demitir Alvim já que seu governo "flerta continuamente com políticas totalitárias".

Em vídeo em que anuncia o Prêmio Nacional das Artes, Alvim, citou textualmente trechos de um discurso do ideólogo nazista Joseph Goebbels.

Segundo o presidente da OAB, a declaração foi uma "clara e aberta apologia ideológica do regime nazista". No mesmo dia, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a demissão do secretário nacional de Cultura e declarou "repúdio às ideologias totalitárias e genocidas, bem como qualquer tipo de ilação às mesmas".

"O pronunciamento oficial de um secretário de Estado, reproduzindo, em forma e conteúdo, a política de propaganda de um regime totalitário, mundialmente repudiado pelos prejuízos causados à humanidade, é inaceitável", reage a AJD.

A entidade, presidida pela juíza Valdete Souto Severo, afirma que a "ação da Presidência da República, demitindo o referido secretário, constitui, no máximo, um sinal contraditório de um governo, cujas ações flertam continuamente com políticas totalitárias como o extermínio de populações periféricas e indígenas; intolerância com a população LGBT; censura do pensamento de oposição e destruição do ambiente".

"A AJD repudia o pronunciamento feito pelo Secretário de Cultura e bem assim a política que vem sendo feita pelo atual governo. Além disso, exige que as instituições responsáveis pela garantia da democracia promovam a responsabilização civil, administrativa e criminal de Roberto Alvim."
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários