Em live na internet, Bolsonaro também acusou governadores de manipularem dados - Reprodução
Em live na internet, Bolsonaro também acusou governadores de manipularem dadosReprodução
Por O Dia
São Paulo - A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) vai acionar o presidente Jair Bolsonaro na Justiça por crime de racismo. O anúncio foi feito na noite de quinta-feira pela coordenadora executiva da organização indígena Sônia Guajajara.

"Nós, povos indígenas originários desta terra, exigimos respeito. Bolsonaro mais uma vez rasga a Constituição ao negar nossa existência enquanto seres humanos. É preciso dar um basta a esse perverso!", publicou no Twitter.

O processo é uma reação a uma declaração do presidente. Em vídeo divulgado na quinta, o presidente disse que, cada vez mais, o índio está "evoluindo" e se tornando um "ser humano igual a nós" para defender que as comunidades indígenas se integrem ao restante da sociedade.

Bolsonaro citou o Conselho da Amazônia, criado no início da semana, que será comandado pelo vice-presidente Hamilton Mourão.