Saem resultados do Fies deste ano

Aprovados devem atualizar cadastro até a próxima segunda-feira

Por O Dia

O Ministério da Educação divulgou o resultado do Fundo de Investimento Estudantil (Fies). Foram ofertados 70 mil contratos de financiamento sem juros para o primeiro semestre de 2020. Os estudantes tem até a próxima segunda-feira para completar a inscrição. Para acessar o resultado, que está disponível no site www.fies.mec.gov.br, o candidato precisa entrar com o CPF cadastrado anteriormente no gov.br.

Os estudantes selecionados que concorreram pelo Fies devem completar algumas informações no cadastro, como dados bancários e informações sobre o fiador, para dar início ao processo de financiamento.

Depois da inscrição online é preciso comparecer em até cinco dias a instituição de ensino escolhida, para confirmar os dados. Aqueles que não foram contemplados estão automaticamente na lista de espera, que estará disponível entre 28 de fevereiro e 31 de março.

Os candidatos que se inscreveram para o P-Fies e foram convocados, devem se dirigir diretamente a instituição de ensino escolhida para validar as informações fornecidas no cadastro. Nesse caso, não é necessário finalizar o cadastro pelo site. Nas duas modalidades os alunos só começam a pagar o financiamento um mês após a conclusão do curso.

Carteirinha Estudantil

Os deputados federais Weliton Prado (Pros-MG) e Ricardo Izar (PP-SP) apresentaram um projeto de lei para manter a emissão da carteirinha estudantil, de forma gratuita, pelo Ministério da Educação. Instituída em setembro pelo Executivo, a carteirinha permite pagamento de meia-entrada em shows e eventos.

A medida provisória assinada pelo presidente Bolsonaro possibilitou que 424 mil carteirinhas fossem concedidas por meio do aplicativo até 16 de fevereiro. Agora, com o projeto de lei, a emissão dos documentos só pode ser retomada após discussão e aprovação do texto na Câmara e no Senado.

Carteirinha Estudantil

Os deputados federais Weliton Prado, do PROS-MG, e Ricardo Izar, do PP-SP, apresentaram um projeto de lei para manter a emissão da carteirinha estudantil, de forma gratuita, pelo Ministério da Educação. Instituída em setembro pelo Executivo, a carteirinha permite pagamento de meia-entrada em shows e eventos.

A medida provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro possibilitou que 424 mil carteirinhas fossem concedidas por meio do aplicativo até 16 de fevereiro. Agora, com o projeto de lei, a emissão dos documentos só pode ser retomada após discussão e aprovação do texto na Câmara e no Senado.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários