Comércio na capital paulista vai parar a partir de hoje por causa do coronavírus

Objetivo da medida extrema é conter a propagação da epidemia na cidade

Por O Dia

Na região central da cidade de São Paulo, pessoas circulam com máscaras e luvas
Na região central da cidade de São Paulo, pessoas circulam com máscaras e luvas -

Todo o comércio da cidade de São Paulo será paralisado a partir de hoje por força de um decreto municipal para tentar conter a propagação do coronavírus. A medida exclui apenas mercados, farmácias, padarias, restaurantes, postos de combustível e locais de venda de produtos para animais. O fechamento será até dia 5 de abril.

De acordo com o decreto assinado pelo prefeito Bruno Covas (PSDB), a entrega de produtos em casa comprados pela internet está liberada, mas o comércio ambulante será inteiramente banido. Estão de fora agências bancárias e lotéricas.

"Cabe às subprefeituras, de acordo com o decreto, suspender os Termos de Permissão de Uso de profissionais autônomos localizados em áreas de grande concentração de ambulantes. E à Guarda Civil Metropolitana, intensificar a retirada de todo comércio ambulante ilegal", informou a prefeitura, em nota.

Mortes chegam a 4

A Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo confirmou, na noite de ontem, mais uma morte por coronavírus. No total, já foram registrados quatro óbitos pela doença no estado — são as únicas vítimas fatais em todo o Brasil.

A pasta também informou que somente nas últimas 24 horas foram confirmados 76 novos casos da doença no Estado de São Paulo. Com isso, passou para 240 o número de registros da Covid-19 em território paulista.
De acordo com a secretaria, as três mortes confirmadas ontem foram de três homens idosos, com comorbidades e idades de 65, 81 e 85 anos. Todos foram atendidos em um hospital privado da capital. O paciente de 81 anos é morador do município de Jundiaí e os demais são de São Paulo.
O primeiro óbito do estado foi confirmado na última terça-feira. O paciente também era homem, tinha 62 anos e sofria de diabetes e hipertensão. Dos 240 casos confirmados em São Paulo, 214 foram registrados na cidade de São Paulo.
Já as cidades de São Caetano do Sul e Santo André têm seis casos cada uma. São Bernardo registra três infecções. As seguintes cidades têm um caso cada uma: Osasco, Ferraz de Vasconcelos, Cotia, Barueri, Guarulhos, Mauá, Santana do Parnaíba, São José dos Campos, Campinas, São José do Rio Preto e Jaguariúna.
Com as confirmações nessas últimas quatro cidades, a secretaria registra pela primeira vez casos da doença em municípios do interior. O Estado de São Paulo também registra 5.334 suspeitas de Covid-19 em investigação.

Comentários