Dia da Inconfidência sem homenagens

A medalha foi criada em 1952 pelo presidente Juscelino Kubitschek. E essa foi a primeira vez, em 68 anos, em que a homenagem não é entregue.

Por O Dia

Ato simbólico homenageia o Dia da Inconfidência, em Ouro Preto
Ato simbólico homenageia o Dia da Inconfidência, em Ouro Preto -

Por causa da pandemia de coronavírus, o dia de Tiradentes, comemorado sem a tradicional entrega da Medalha da Inconfidência, em Ouro Preto, em Minas Gerais. A comenda é uma homenagem a pessoas que se destacaram pela relevância de serviços prestados à sociedade. No entanto, conforme decreto estadual, eventos e aglomerações estão proibidos.

A medalha foi criada em 1952 pelo presidente Juscelino Kubitschek. E essa foi a primeira vez, em 68 anos, em que a homenagem não é entregue.

Neste ano, houve apenas um ato simbólico, sem autoridades, público ou agraciados. Apenas um dos dragões da Inconfidência saiu do museu e levou até à estátua de Tiradentes uma coroa de flores ao som da Marcha do Silêncio.

 

Comentários