Demissão repercute na imprensa mundial

Por

A saída de Sergio Moro do governo Jair Bolsonaro repercutiu também no fora do Brasil. Jornais e revistas do mundo inteiro noticiaram a saída do ex-chefe do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Reportagem da revista americana Forbes destacou a queda na bolsa de valores devido à demissão de Sergio Moro. A publicação afirmou que o governo de Jair Bolsonaro "acabou de perder sua maior estrela", que "alcançou a fama" como juiz da Lava Jato e "levou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à cadeia".

Já a rede de televisão americana ABC News lembrou que "Sergio Moro supervisionou uma grande investigação sobre corrupção, que expôs bilhões em propinas e terminou na prisão de muitos empresários e políticos poderosos".

Na Argentina, o Clarín noticiou a queda de "um símbolo da Lava Jato: a renuncia de Sérgio Moro em confronto com Jair Bolsonaro". O La Nación estampou foto de Bolsonaro e Moro na primeira página do site com a manchete "Crise: super ministro renuncia e faz duras acusações contra Bolsonaro".

No Chile, o La Tercera destacou os "desencontros" entre Bolsonaro e Moro e a tentativa do presidente brasileiro de "interferir na Polícia Federal". No Uruguai, o El País ressaltou as críticas do ex-ministro ao presidente brasileiro e "as pressões políticas não apropriadas" de Bolsonaro para "proteger os filhos".

Comentários