Regina Duarte deixa o cargo de secretária especial de Cultura

Anúncio foi feito pelas redes sociais do presidente Jair Bolsonaro

Por O Dia

Chefe de gabinete de Regina Duarte é exonerado do cargo
Chefe de gabinete de Regina Duarte é exonerado do cargo -
Brasília - A atriz Regina Duarte deixou o cargo de secretária especial de Cultura do governo Bolsonaro, nesta quarta-feira. O anúncio foi feito pela conta oficial do Twitter do presidente da República.
Segundo o presidente, "Regina relatou que sente falta de sua família" e que assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em São Paulo.  A atriz afirmou que é um "sonho" assumir a Cinemateca. "Eu acabo de ganhar um presente, que é um sonho de qualquer pessoa de comunicação, de audiovisual, de cinema, de teatro. Um convite para fazer Cinemateca, que é um braço da cultura que funciona lá em São Paulo e é um museu de toda filmografia brasileira. Ficar ali secretariando o governo, dentro da cultura na Cinemateca.", contou.
No vídeo publicado por Bolsonaro, os dois aparecem juntos e Regina diz que foi a Brasília para perguntar se o presidente "realmente" está "fritando" a atriz. "Tá me fritando presidente?", perguntou ela. "Regina, toda semana tem um ou dois ministros, que segundo a mídia, estão sendo 'fritados'. O objetivo é sempre desestabilizar a gente e tentar jogar o governo no chão. Jamais vão conseguir 'fritar' você", afirmou ele.
Bolsonaro recebeu a atriz na manhã desta quarta-feira no Palácio do Alvorada após publicar o vídeo de Mário Frias comentando que assumiria o cargo da atriz.
A atriz assumiu o cargo em 04 de março deste ano e deixa a pasta após dois meses.

Comentários