Delegado é baleado e namorada encontrada morta em apartamento após briga

Professor de tiros e defensor do armamento para defesa pessoal, Paulo Bilynskyj alega que namorada atirou contra ele e se matou após ler mensagem em seu celular. Polícia suspeita de feminicídio

Por O Dia

Delegado e professor de tiros Paulo Bilynskyj
Delegado e professor de tiros Paulo Bilynskyj -
Rio - O delegado da Polícia Civil Paulo Bilynskyj foi encontrado baleado em seu apartamento, na manhã desta quarta-feira, em São Bernardo do Campo, São Paulo. No mesmo lugar, foi encontrado também o corpo de sua namorada, identificada como a modelo Priscila Delgado de Barros, de 27 anos. Investigadores da própria Polícia Civil suspeitam de feminicídio, mas Bilynskyj alega que ela atirou contra ele e se matou após ler mensagem em seu celular. As informações são do portal UOL.
Além de delegado, Bilynskyj também é professor de tiro e defensor do armamento da população para defesa pessoal. Ele gravou um vídeo na UTI de um hospital, onde está internado em estado grave, em que conta a sua versão da história - a de que ela teria disparado contra ele e se suicidado após ler uma mensagem em seu celular. 
Em nota, a Secretaria da Segurança Pública afirmou que a Corregedoria da Polícia Civil vai investigar o caso.
O prédio em que o crime ocorreu é o mesmo em que o ex-presidente Lula reside. Segundo informado por sua assessoria de imprensa, ele não estava em seu apartamento no momento do crime.

Comentários