'Botava esses vagabundos na cadeia, começando pelo STF', diz Weintraub em reunião

Ainda durante a fala, ministro disse que odeia o termo povos indígenas. Vídeo foi divulgado após decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello

Por O Dia

O ministro da Educação, Abraham Weintraub
O ministro da Educação, Abraham Weintraub -
Rio - O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou, durante reunião ministerial, que por ele colocaria "vagabundos" na cadeia e "começaria pelo STF". O vídeo foi divulgado às 17h desta sexta-feira (22), após decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello.

Durante discurso, o ministro disse que não quer "ser escravo" no Brasil e fala em "acabar com essa porcaria que é Brasília". "Eu não quero ser escravo nesse país. E acabar com essa porcaria que é Brasília. Isso daqui é um cancro de corrupção, de privilégio. Eu tinha uma visão extremamente negativa de Brasília. Brasília é muito pior do que eu podia imaginar".

Ainda durante a fala, Weintraub disse que odeia o termo povos indígenas. "Odeio o partido comunista [trecho cortado] querendo transformar a gente numa colônia. Odeio o termo povos indígenas, odeio esse termo, odeio. Ou povos ciganos. Só tem um povo nesse país [...] é povo brasileiro [...] acabar com esse negócio de povos e privilégios", disse.
Confira os vídeos da reunião ministerial, em 10 partes:

Comentários