Jovem morreu em acidente de lancha - Reprodução
Jovem morreu em acidente de lanchaReprodução
Por IG - Último Segundo
São Paulo - Um acidente de lancha ocorrido no final da tarde de sábado na altura da Ilha do Príncipe, no Espírito Santo, vitimou a estudante de fisioterapia Bruna França Zocca, de 25 anos.

Galeria de Fotos

Lancha onde acidente ocorreu Divulgação Corpo de Bombeiros ES
Estudante de fisioterapia morreu em acidente de barco Reprodução Redes Sociais
Estudante de fisioterapia morreu em acidente de barco Reprodução Redes Sociais
Jovem morreu em acidente de lancha Reprodução

A garota era noiva de José Silvino Pinafo, que fraturou as costelas e teve os pulmões perfurados no acidente. Era ele que conduzia a embarcação e tinha habilitação para tal.

De acordo com as primeiras informações passadas pela Polícia Militar, a lancha, que contava com sete tripulantes, se chocou contra o píer de uma empresa. A batida se deu na coluna de concreto, onde os navios são ancorados, e a parte de cima foi arrancada.

Bruna, que estava na parte da frente no momento do impacto, morreu na hora. Outras três pessoas foram socorridas e levadas para o Hospital Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória. Porém, já foram liberados. O noivo segue internado.

Uma testemunha contou que no momento em que o empresário era socorrido, mesmo muito ferido, ele pedia para que resgatassem a noiva e que ela fosse prioridade, sem saber o que já havia acontecido.  

A primeira suspeita é que o piloto estava navegando próximo à margem por uma questão de segurança, mas, como já estava escurecendo, não viu o píer no caminho. Mas, as causas do acidente serão investigadas pela Capitania dos Portos do Espírito Santo. 

Em nota, a instituição lamentou o acidente. "A Marinha lamenta o ocorrido, se solidariza com as famílias das vítimas e ressalta que as causas e responsabilidades do acidente, sob o ponto de vista da Autoridade Marítima, serão apuradas por meio de Inquérito Administrativo específico, do qual fazem parte, entre outros procedimentos, a realização de perícias na embarcação e de oitivas dos envolvidos", apontou.