Proibido de deixar o Brasil, Temer irá recorrer à Justiça para representar Bolsonaro no Líbano

Ex-presidente está proibido de deixar o País sem autorização judicial, por conta das acusações de corrupção passiva na Operação Lava Jato do Rio de Janeiro

Por IG - Último Segundo

Ex-presidente Michel Temer
Ex-presidente Michel Temer -
São Paulo - A defesa do ex-presidente Michel Temer (MDB) irá encaminhar um pedido à  7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro para que Temer possa viajar ao Líbano a convite do presidente Jair Bolsonaro, segundo divulgou na tarde desta segunda-feira o portal G1.

Temer está proibido de deixar o Brasil sem autorização judicial, devido às acusações de corrupção passiva na Operação Lava Jato do Rio de Janeiro.

A defesa de Temer está aguardando apenas que o decreto presidencial que formaliza a nomeação do ex-presidente para a missão no Líbano. Bolsonaro havia anunciado o convite a Temer, que é filho de libaneses, neste domingo. 

Após ser preso preventivamente em maio do ano passado, Temer trocou a prisão por medidas cautelares, como a proibição de sair do Brasil sem autorização judicial.

Temer já conseguiu o aval da Justiça duas vezes em 2019: para viajar para as universidades de Oxford, na Inglaterra, e de Salamanca, na Espanha, e dar palestras.

Comentários