Pai de santo é denunciado por abusos sexuais contra seis mulheres

Crimes teriam acontecido entre os anos de 2011 e 2014 quando líder religioso comandava o Templo de Umbanda Estrela Guia, no bairro do Ipiranga, em São Paulo, e a Associação Brasileira dos Religiosos de Umbanda, Candomblé e Jurema

Por O Dia

Heraldo Lopes Guimarães
Heraldo Lopes Guimarães -
Rio -  Heraldo Lopes Guimarães, conhecido como Pai Guimarães de Ogum, foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo por abusos sexuais praticados contra seis mulheres. Os crimes teriam acontecido entre os anos de 2011 e 2014 quando ele comandava o Templo de Umbanda Estrela Guia, no bairro do Ipiranga, em São Paulo, e a Associação Brasileira dos Religiosos de Umbanda, Candomblé e Jurema. 
De acordo com a denúncia, uma das mulheres que trouxe a tona o caso contou a polícia que frequentava o terreiro desde os 8 anos. Segundo ela, aos 12, ao iniciar como médium na religião, Heraldo teria a levado para um quarto onde eram incorporadas as entidades espirituais, chamado "tronqueira de exu", onde teria mandado que ela fizesse sexo oral em seu pênis. 
A jovem também revelou que Heraldo chegou a dizer que ela tinha que fazer os "trabalhos" na tronqueira para ajudar na recuperação da saúde de uma mãe de santo do terreiro, que havia sido diagnosticada com câncer. 
Outras cinco mulheres relatam casos de atos libidinosos e relações sexuais, ocorridos dentro e fora do templo de umbanda, mas sempre com abuso do poder religioso exercido por Heraldo. 

Comentários