Ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta - Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique MandettaMarcello Casal Jr/Agência Brasil
Por iG
Publicado 17/10/2020 12:10 | Atualizado 17/10/2020 12:12
O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta desabafou e teria dito que gostaria de atirar nos filhos do presidente Jair Bolsonaro. O relato está registrado no livro produzido pelo ex-auxiliar de Mandetta, Ugo Braga, com relatos sobre os bastidores da gestão do ex-ministro. As informações são da coluna de Mônica Bérgamo, da Folha de São Paulo.

O livro traz descreve com detalhes algumas reuniões e situações que foram abafadas por Braga, então diretor de Comunicação do Ministério da Saúde durante a gestão de Mandetta.

Mandetta teria dito em 15 de abril que Bolsonaro é "bom, bem-intencionado. O problema é aqueles filhos dele, que ficam o dia todo xingando nas redes sociais. Sorte que eu não mexo com essas coisas...".

A declaração teria sido feita um dia antes da exoneração do ex-ministro. "Minha vontade é pegar um trezoitão e cravar neles. Pelo menos passava a minha raiva".

O livro de Ugo Braga também registra o apoio de Michelle Bolsonaro para Mandetta, após a exoneração. "Eu estou ligando para dizer que meu coração está triste pela sua saída, viu?", teria dito.

Mandetta diz não se lembrar dos fatos descritos no livro que está em pré-venda e será lançado no dia 10 de novembro.