Por determinação do presidente Alberto Fernández, argentinos e estrangeiros residentes na Argentina vindos do interior ainda podem entrar no país mediante teste PCR negativo realizado nas 72 horas anteriores à viagem
Por determinação do presidente Alberto Fernández, argentinos e estrangeiros residentes na Argentina vindos do interior ainda podem entrar no país mediante teste PCR negativo realizado nas 72 horas anteriores à viagemPaulo Carneiro/Parceiro/Agência O Dia
Por IG - Último Segundo

Rio - A Argentina renovou, até o dia 9 de abril, a proibição da entrada de passageiros vindos de outros países. A medida, que vale a partir deste sábado (13), reduz ainda mais ainda mais os voos do Brasil para evitar a circulação da variante brasileira da covid-19.

O tráfego Brasil-Argentina já havia sido reduzido pela metade em janeiro. Agora, será cortado mais 20%. Já os Estados Unidos, passam da diminuição de 30% para 10%.

A Europa e o México seguem com restrição de 30%, e passam a ter no mesmo grupo o Panamá, a Colômbia, Equador, Chile e Peru.

Por determinação do presidente Alberto Fernández, argentinos e estrangeiros residentes na Argentina vindos do interior ainda podem entrar no país mediante teste PCR negativo realizado nas 72 horas anteriores à viagem. É necessário, também, cumprir quarentena na chegada.

Você pode gostar