Arthur Lira (PP-AL)
Arthur Lira (PP-AL)Michel Jesus/agência Câmara
Por ESTADÃO CONTEÚDO
O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que a escolha sobre o comando das comissões da Casa é dos próprios partidos e não dele. Foi uma resposta às críticas sobre a nomeação das deputadas Bia Kicis (DF) e Carla Zambelli (SP) para o comando das comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e de Meio Ambiente, respectivamente.
Lira disse que a escolha dos nomes para a presidência das comissões é dos próprios partidos e disse que o PSL é a legenda com o maior número de parlamentares na Casa, o que dá à sigla espaço para que seus pedidos sejam acatados. Segundo ele, a indicação das deputadas foi feita pelo líder Major Vitor Hugo (GO).
Publicidade
Embora tenha se eximido da responsabilidade pelo comando das comissões, Lira disse ser contra preconceitos e afirmou que as deputadas têm direito, como parlamentares, de presidirem os colegiados.
Lira afirmou ainda que a CCJ é porta de entrada de projetos na Câmara, mas ponderou que as discussões dificilmente são terminativas na comissão - ou seja, podem ser modificadas em outras comissões e também no plenário. "Quem não ouve e dialoga dificilmente conduzirá comissões sem que haja obstrução", alertou.