Pagamento dos ativos da Educação no dia 14 está garantido

Secretaria repassou à Fazenda estadual recursos do Fundeb para quitar a folha do mês de maio

Por PALOMA SAVEDRA

Secretário de Educação, Wagner Victer
Secretário de Educação, Wagner Victer -

Rio - A incerteza sobre o pagamento do salário de maio no prazo oficial, que é o 10º dia útil (14 de junho), tomou conta do funcionalismo do estado. Mas para os professores e demais servidores ativos da Educação, já há garantia do depósito. A Coluna questionou o secretário da pasta, Wagner Victer, que informou já ter finalizado os trâmites bancários para quitar os vencimentos desse grupo na data prevista em calendário oficial.

A Educação vai cobrir a maior parte da folha dos ativos com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

"Desconheço informação sobre atraso de pagamento dos ativos da Secretaria de Educação. Já concluí os procedimentos necessários para a transferência de recursos do Fundeb para a (conta da) Fazenda (secretaria responsável pelo depósito dos vencimentos de todo o funcionalismo). O dinheiro estará disponível (no caixa da Fazenda) na terça-feira", afirmou Victer.

Segundo o secretário, mesmo com o uso de verbas do fundo, o governo ainda tem que completar parte da folha salarial dos profissionais ativos da Educação com a arrecadação do Tesouro. No entanto, a lei não autoriza a destinação do Fundeb para quitar vencimentos de inativos.

Paralisação atrapalhou

Pelo calendário oficial, o crédito para todas as categorias do Executivo tem que ser feito até o 10º dia útil do mês seguinte ao trabalhado. Mas o governador Pezão já declarou que é preciso esperar o resultado da receita estadual no dia 11 (próxima segunda-feira) para confirmar a data.

Segundo Pezão, a maior preocupação é com as consequências do movimento dos caminhoneiros. "Vai afetar muito a arrecadação", disse. Conforme a Coluna informou na última quarta-feira, ao ser perguntado se há risco de atraso salarial, ele disse: "Vamos esperar".

A Fazenda informou que concentra todos os esforços para cumprir o calendário. Vale lembrar que, antes da paralisação que afetou o país - e o estado -, o secretário da pasta, Luiz Cláudio Gomes, assegurou que o Executivo pretendia antecipar para funcionários com menores salários, a exemplo do que foi feito no último mês. Os vencimentos de abril caíram na conta de mais de 200 mil ativos, aposentados e pensionistas que ganham até R$3 mil líquidos no 8º dia útil e o dos demais, no 10º dia útil.

Galeria de Fotos

Wagner Victer informou ter finalizado trâmites bancários para quitar vencimentos no calendário oficial Divulgação
Wagner Victer informou ter finalizado trâmites bancários para quitar vencimentos no calendário oficial Thiago Lontra/Divulgação Alerj
Secretário de Educação, Wagner Victer divulgação

Comentários

Últimas de Servidor