Antônio Fagundes e dois meninos investigam morte em minissérie

Assassinato de uma jovem e segredos de poderosos fazem parte da trama de 'Se Eu Fechar Os Olhos Agora', que estreia hoje na Globo

Por O Dia

Detetives: Paulo (João Gabriel D'Aleluia), Ubiratan (Fagundes) e Eduardo (Xandy Valois)
Detetives: Paulo (João Gabriel D'Aleluia), Ubiratan (Fagundes) e Eduardo (Xandy Valois) -

Rio - Em 1960, uma jovem morta é encontrada por dois garotos, que são indevidamente acusados do crime. Pouco tempo depois, eles percebem que, por trás dessa misteriosa morte, estão ocultos interesses e segredos de toda a fictícia cidade de São Miguel. Assim começa 'Se Eu Fechar os Olhos', que estreia hoje, às 22h20, na Globo.

Na minissérie escrita por Ricardo Linhares, baseada no livro homônimo de Edney Silvestre, Paulo (João Gabriel D'Aleluia) e Eduardo (Xande Valois) sabem que há algo muito estranho em torno da morte de Anita (Thainá Duarte). Primeiro, porque é impossível que o frágil Francisco (Renato Borghi) tenha conseguido matar a mulher. Além disso, a suspeita aumenta depois da morte do repórter Cassiano (Pierre Baitelli), que investigava o crime. Dispostos a descobrir o que aconteceu de verdade, eles iniciam uma investigação paralela. É quando vão até a casa de Anita e Francisco, mas ao chegarem lá, escutam um barulho e descobrem que há um homem também apurando o crime.

MISTERIOSO

Trata-se de Ubiratan (Antônio Fagundes), que esconde de todos o verdadeiro motivo pelo qual vive em São Miguel. Inicialmente, os garotos o acusam de estar envolvido no crime. O homem tenta se livrar dos meninos enxeridos. Mas, aos poucos, a resistência dá lugar a uma simpatia, e ele percebe que pode, na verdade, ter encontrado aliados. A partir daí, os três vão unir esforços para descobrir quem era realmente Anita e o que levou a jovem a ser morta.

Eles nem imaginam o perigo que correm ao vasculharem histórias e segredos que as pessoas mais poderosas de São Miguel fazem de tudo para manter bem guardados.

"O encontro com essas crianças curiosas e cheias de vida é um 'casamento' interessante porque um complementa o outro. O Ubiratan dá uma certa maturidade aos dois, e as crianças dão vigor a ele. É um trio de detetives bem curioso", afirma Fagundes.

Segundo Linhares, esses detetives improvisados acabam sendo guiados pela ajuda de Ubiratan. E, com ele, descobrem também como é o mundo adulto. "A história começa com a descoberta deste crime, mas a investigação é apenas a espinha dorsal que dá o arco dramático da minissérie. Eu uso a estrutura de thriller psicológico para abordar os dramas dos personagens, as frustrações, os segredos e os desejos reprimidos daquela sociedade", acrescenta o autor.

Galeria de Fotos

Detetives: Paulo (João Gabriel D'Aleluia), Ubiratan (Fagundes) e Eduardo (Xandy Valois) Globo/Mauricio Fidalgo
Edaurdo (Xande Valois), Ubiratan (Antônio Fagundes) e Paulo (João Gabriel D'Aleluia) Globo/Mauricio Fidalgo

Comentários