Caminhos de Ogum: exposição mostra a visão de 12 artistas do subúrbio sobre São Jorge

Gratuita, a mostra estreia dia 18 de abril e fica aberta até 16 de junho no Sesc Madureira

Por O Dia

Dia de São Jorge. Quintino, RJ, 23/04/2007
Dia de São Jorge. Quintino, RJ, 23/04/2007 -

Rio – Doze artistas mostram seu olhar sobre São Jorge na exposição “Caminhos de Ogum: estética e identidade no subúrbio carioca”, com obras inspiradas na presença do Orixá e suas relações com arte, fé e estética periférica. Gratuita, a exposição estreia dia 18 de abril, no Sesc Madureira, e fica aberta até 16 de junho. Para os cariocas, sobretudo os situados no subúrbio do Rio, a figura de São Jorge é conhecida, independente da religião ou ausência dela. 

Através de obras de arte em múltiplos suportes a exposição coletiva apresenta a representatividade imagética, e os sincretismos relacionados, de Ogum/São Jorge no território suburbano do Rio. Ogum, orixá de origem africana sincretizado com São Jorge, também está relacionado à guerra e a transformação, sendo o orixá que ensinou a metalurgia, e que realiza a abertura dos caminhos. 

Para abrir o debate sobre religiosidade e sincretismo, inicia-se em abril o ciclo de conversas sobre arte e sagrado, momento em que serão abordadas questões acerca da relação do sagrado com as expressões artísticas. A palestra discutirá a arte como forma de devoção e de combate ao racismo e intolerância religiosa. O 1º encontro, “Os Caminhos Da Arte: Estética E Arte Nas Religiões Afro-Brasileiras”, será dia 27 de abril, das 15h às 17h. 

Já no dia 25 de maio, das 16h às 18h, é a vez do público conferir a palestra “Do Altar Ao Conga: Religiosidades Cariocas”. Neste 2º momento teremos a presença de Fabiola Machado - mãe, mulher e lutadora, que vem se destacando no cenário do samba carioca, com projetos como o Moça Prosa, e Alayó, nascido no terreiro de Mãe Beata, que tem como foco os afro-sambas e vertentes e também com a presença do professor Luiz Rufino (PPRER/Cefet-RJ).

Serviço:

Exposição “Caminhos de Ogum: estética e identidade no subúrbio carioca”. Sesc Madureira. Data: 18/04 a 16/6. Horário: 3ª a 6ª, 9h às 20h30. Sábados e domingos, 9h às 17h30. Grátis. Classificação Livre

Comentários