Lee Taylor, o Camilo de 'A Dona do Pedaço', diz que todos os homens são machistas

Ator confessa que o personagem o faz repensar seus próprios erros

Por Juliana Pimenta

Camilo (Lee Taylor) e Vivi (Paolla Oliveira): traição
Camilo (Lee Taylor) e Vivi (Paolla Oliveira): traição -

Rio - Que o público está amando Vivi Guedes em a 'A Dona do Pedaço' ninguém duvida. Mas quem não está gostando nada da ascensão da influencer é seu noivo, Camilo. Lee Taylor, que interpreta o investigador de polícia, comenta que talvez lidasse de forma diferente se passasse pela mesma situação. "Eu não conheço e nem tenho intimidade com esse meio e não sei se me envolveria com uma pessoa desse universo. Mas, se acontecesse, talvez não seria o fato de ela trabalhar na internet ou ter uma exposição na mídia que faria com que a gente não se envolvesse. Tem outras questões que são maiores que isso", diz.

Machismo

Para o ator, a postura de Camilo e as crises de ciúmes do personagem fazem com que ele repense o seu próprio machismo. "É uma questão muito atual e que vale a pena ser discutida. Quando eu olho para o Camilo e leio algumas cenas, percebo que, às vezes, são ações simples. Por isso, eu tenho tentado fazer com sensibilidade para que não fique um machismo estereotipado, porque acho que esse a gente já conhece e discute bem", afirma.

Lee afirma ainda que é esse tipo de opressão que o personagem quer debater. "É sobre mostrar esse machismo que está nas entrelinhas, que está na sutileza do nosso cotidiano. Não aquele machismo do homem que bate na mulher, que é mais evidente. Eu acho que o Camilo se enquadra um pouco nesse machismo, que está arraigado na sociedade e a gente não percebe. Então, desse ponto de vista, acho que todos nós somos um pouco machistas", pontua.

Traição

Com a relação já conturbada, a trama promete colocar ainda mais lenha na fogueira do casal. Vivi deve se envolver com Chiclete (Sérgio Guizé), e Camilo vai ser vítima dessa traição. "Eu acho que ele vai tratar isso de maneira inteligente. Acho que o faro dele como investigador vai falar mais alto. Acho que ele vai tratar esse caso de maneira investigativa. Eu ainda não sei se ele vai responder de uma maneira bruta, agressiva", diz Lee.

Outra preocupação do personagem é o relacionamento da amada com a irmã, Fabiana. "O Camilo desconfia um pouco disso, tanto que ele tenta sugerir para a Vivi que ela faça um exame de DNA para que ela tenha certeza de que elas são realmente irmãs, porque ele se surpreende com esses acontecimentos", conta.

Trabalho Social

Além do trabalho intenso na novela, Lee conta que o mestrado em Artes Cênicas na Universidade de São Paulo (USP) rendeu bons frutos. "Eu dediquei muito ao teatro no começo da minha carreira e, no momento que me consolidei no teatro, achei que era a hora de testar novas linguagens, como cinema e TV. Hoje, eu coordeno um espaço de educação teatro, o Núcleo de Artes Cênicas (NAC), que é o curso de atuação mais concorrido do país e gratuito", destaca.

 

Comentários