'Tentativa de censura em Teófilo Otoni por seguidores do Bolsonaro', escreveu o jornalista Chico Pinheiro ao compartilhar vídeo do humorista Gustavo Mendes - Divulgação
'Tentativa de censura em Teófilo Otoni por seguidores do Bolsonaro', escreveu o jornalista Chico Pinheiro ao compartilhar vídeo do humorista Gustavo MendesDivulgação
Por Istoé

Rio - Chico Pinheiro saiu em defesa de Miriam Leitão depois que a comissão organizadora decidiu cancelar, nesta terça-feira, a participação da jornalista na 13ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina. As informações são do "Uol".

“Eu dizia que estávamos entrando na Idade Média. Quando 7% dos brasileiros (quase 15 milhões) acreditam que a Terra é plana (Datafolha), não se pode esperar que o exercício intelectual seja tolerado. O livro é arma perigosa, Miriam”, escreveu Chico em mensagem direcionada a jornalista.

Além de Miriam Leitão, a presença do sociólogo Sérgio Abranches também foi cancelada. Os dois teriam sido vetados pela organização em resposta a protestos nas redes sociais.

Você pode gostar
Comentários