Jennifer Lawrence fala pela primeira vez sobre fotos nuas: 'É repugnante'

Em entrevista à revista, atriz contou que fez as fotos para um antigo namorado

Por tabata.uchoa

Jennifer Lawrence posa para revista e fala pela primeira vez sobre fotos nuasDivulgação

Rio - Jennifer Lawrence falou pela primeira vez sobre as fotos em que aparece nua, que foram divulgadas na Internet por um hacker em agosto deste ano. A atriz ilustra a capa da revista "Vanity Fair" e disse que todos que viram as fotos "deveriam estar cobertos de vergonha".

"Todos os que viram as fotos perpetuaram um crime sexual. Vocês deveriam estar cobertos de vergonha", afirmou. "Até pessoas que conheço e amo disseram que viram as fotos. Não quero ficar com raiva, mas ao mesmo tempo penso que não disse a elas que podiam olhar o meu corpo nu", completou.

A atriz também contou que foi difícil dar a notícia para seu pai. "Quando tive que ligar para o meu pai para contar o que aconteceu... Não importa quanto dinheiro ganhei fazendo 'Jogos Vorazes'", comparou. "Qualquer um que tenha a possibilidade de ganhar essa grana ou ter que fazer uma ligação para o pai e contar algo assim, vai dizer que não vale a pena", disse.

Jennifer, que já ganhou um Oscar, também ficou com medo de como esse caso iria aferar sua carreira. "Fiquei com muito medo. Não sabia como isso afetaria minha carreira. Só porque sou uma figura pública, só porque sou atriz não significa que pedi para isso acontecer. É o meu corpo e deveria ser uma escolha minha. E o fato de não ter sido minha escolha é repugnante. Não posso acreditar que vivemos em um mundo como esse", disse a atriz, que também contou que fez as fotos para um antigo namorado.

Fotos íntimas de Jennifer Lawrence vazam na Internet

"Estava em uma relação ótima, saudável e amorosa havia quatro anos. Ficávamos distantes, então meu namorado ia olhar pornografia ou ia olhar para mim", afirmou. "Não foi um escândalo. Foi um crime sexual. É uma violação sexual. É nojento. A lei precisa ser mudada e nós precisamos mudar. Os sites são responsáveis por isso. O fato é que alguém pode ser sexualmente explorado e violado e a primeira coisa que passa pela cabeça de alguns é 'vamos tirar proveito disso'. Não consigo me imaginar tão desprovida de humanidade. Não consigo ser tão imprudente, negligente e vazia por dentro".

Jennifer também contou que já está se recuperando e que não chora mais por causa do assunto. "O tempo cura, sabe? Não estou mais chorando por isso. Não posso mais ficar com raiva. Não posso deixar que a minha felicidade dependa de essas pessoas serem pegas, porque pode ser que isso nunca ocorra. Tenho que encontrar minha própria paz".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia