Paulo Betti diz que Roberto da Matta o agrediu por causa de papel gay

Ator usou as redes sociais neste domingo para fazer desabafo contra o antropólogo

Por O Dia

Paulo Betti desabafou nas redes sociaisDivulgação

Rio - Neste domingo, Paulo Betti usou sua conta do Facebook para fazer um desabafo. O ator, que viveu o jornalista Téo Pereira na última novela das 21h da Globo, "Império", afirmou que foi agredido verbalmente pelo antropólogo Roberto da Matta por ter interpretado o personagem homossexual.

O ator disse que revelou a suposta agressão quando foi questionado, por uma ouvinte em um programa de rádio, sobre a repercussão de seu papel na trama de Aguinaldo Silva.

"Perguntado por uma ouvinte num programa da MPB FM se fui agredido por ter feito o personagem gay Teo Pereira, na novela Império, de Aguinaldo Silva, eu já me preparava para responder que não, tal a quantidade de carinho que recebo pelas ruas, quando me lembrei de um fato recente e não pude mentir pra ouvinte que me perguntou e para os ouvintes e disse no ar: fui agredido sim, verbalmente e com muita violência, pelo famoso sociólogo Roberto da Mata, professor e escritor, que na frente da própria esposa, me falou barbaridades contra personagens gays em novelas", escreveu.

Betti terminou o depoimento se manifestando contra a homofobia: "Não direi as palavras pronunciadas em respeito aos meus amigos do Facebook, mas faço esse breve depoimento em nome da verdade e do respeito que os gays merecem. Contra a homofobia e sabendo mais sobre Roberto da Matta".

Em resposta a uma seguidora, que saiu em defesa do sociólogo, o ator lançou uma pergunta: "Por que pessoas extraordinárias não podem ser preconceituosas?".

Outra internauta criticou a atitude de Betti, de se manifestar publicamente em vez de recorrer à Justiça. "Não acho que seja caso de processar, é apenas uma revelação de um comportamento. fiz o que achava que devia ter feito. só isso", escreveu.

Últimas de Celebridades