'Sex Education' pode ajudar pais a conversarem com os filhos sobre sexualidade, diz especialista

Àqueles que tem dificuldade em abordar o tema podem usar assuntos do cotidiano do adolescente para começar o diálogo, alerta a especialista

Por KARILAYN AREIAS

Cenas de 'Sex Education'
Cenas de 'Sex Education' -
Rio - A campanha de abstinência sexual, lançada este mês e promovida pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, chefiado pela ministra Damares Alves, trouxe à tona algumas polêmicas sobre o assunto, entre elas: é eficaz proibir os filhos de terem relações sexuais? Como os pais podem abordar o tema?

Galeria de Fotos

Cenas de 'Sex Education' Divulgação
Cenas de 'Sex Education' Divulgação
Cenas de 'Sex Education' Divulgação
Terapeuta sexual, Danni Cardillo Divulgação
De acordo com a terapeuta sexual, Danni Cardillo, falar sobre sexo não deve ser tratado como tabu. Mas àqueles que têm dificuldade em conversar podem usar assuntos do cotidiano do adolescente para começar o diálogo, alerta a especialista.
Ainda segundo Danni, o sucesso da série "Sex Education", da Netflix, exemplifica bem isso. A produção — que já tem duas temporadas e teve a terceira confirmada nesta semana — conta a história de Otis (Asa Butterfield), um adolescente que vive com a mãe, uma terapeuta sexual. Jean Milburn (Gillian Anderson) é convidada pela escola onde o filho estuda para fazer palestras sobre educação sexual. Por outro lado, Otis, que é virgem, dá dicas sobre esse mesmo tema para os colegas.
"A série trata o sexo como algo natural e que faz parte do desenvolvimento do ser humano. O enredo da história evolui sem repetir os padrões da pornografia para os homens e mulheres, além de abordar pontos importantes como gravidez e doenças sexualmente transmissíveis", diz.
A terapeuta também frisa que o melhor caminho é sempre o diálogo e a busca por informações em fontes confiáveis. "Alguém precisa fazer bem feito essa comunicação, uma pena que nosso sistema educacional tradicional confunda se informar sobre sexualidade com apologia ao sexo promíscuo", pontua.
Se usar a tática de falar sobre temas da vida do adolescente não der certo, Danni indica a busca por um profissional. "Terapeutas e sexólogos podem esclarecer as demandas individuais em uma metodologia livre de julgamentos. O que pode ser muito eficiente para informar o adolescente", conclui.
Assista aos trailers de 'Sex Education': 
 
 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários