Guedes: se economizar R$ 800 bi, é reforma; se for R$ 1 tri, é novo regime

Ministro da Economia afirmou que 'não temos muito tempo para salvar isso que está aí'

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Ministro da Economia, Paulo Guedes defendeu a reforma da Previdência no Senado
Ministro da Economia, Paulo Guedes defendeu a reforma da Previdência no Senado -

Brasília - O ministro da Economia, Paulo Guedes, avaliou nesta quarta-feira que uma economia de R$ 600 bilhões ou R$ 800 na Previdência é uma reforma, mas um projeto aprovado com potência fiscal de R$ 1 trilhão seria a criação de um novo regime. "Não temos muito tempo para salvar isso que está aí, já está capotando", afirmou.

Ele adotou um tom conciliador para defender a aprovação da reforma. "As pessoas de diversos partidos estão juntas, não somos inimigos. Estamos construindo um País melhor. Vocês estão vendo o que é ter um partido só, olhem a Venezuela", completou.

Guedes ainda avaliou que a última crise econômica decorreu da "generosidade excessiva" do governo Dilma Rousseff. "O penúltimo governo tinha um coração grande e quebrou tudo de tão generoso. Quebrou a Petrobras, quebrou a Caixa. Para ter o coração grande tem que ser eficiente", afirmou, em audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários