Saara teve movimentação de clientes, mas abaixo do que os lojistas esperavam
Saara teve movimentação de clientes, mas abaixo do que os lojistas esperavamReginaldo Pimenta / Agencia O Dia
Por Marina Cardoso
O número de pessoas desempregadas no Rio bateu recorde no primeiro trimestre deste ano após um ano de pandemia. De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta quinta-feira, o estado terminou os três primeiros meses de 2021 com um total de 1,6 milhão de pessoas desocupadas. Para quem amarga a fila do desemprego, O DIA montou uma lista de empresas e ações que estão com vagas de trabalho abertas. Há mais de 1 mil oportunidades disponíveis. 
Através do Sistema Nacional de Emprego (Sine), a Secretaria de Estado de Trabalho e Renda do Rio (Setrab) disponibiliza 618 oportunidades para as Regiões Metropolitana, Médio Paraíba, Centro-Sul Fluminense e Serrana do Rio de Janeiro. O sistema realiza uma análise comparativa do perfil profissional de cada candidato cadastrado com o da vaga disponibilizada pela contratante. Por isso, é importante que o cidadão mantenha o seu cadastro atualizado.

Para se inscrever ou atualizar o cadastro, é necessário ir a uma unidade levando seus documentos de identificação civil, carteira de trabalho e comprovante de residência.
Publicidade
Na Região Metropolitana, são oferecidas 193 oportunidades. Entre as opções destacam-se vagas para pizzaiolo, vendedor e mecânico. Além de 115 oportunidades para operador de telemarketing, tendo como pré-requisito ter o Ensino Médio completo.

Moradores da Região Serrana podem se candidatar a uma das 162 vagas oferecidas. Entre elas, 51 vagas para técnico de suporte de TI. Além de oportunidades para agente administrativo, analista de recursos humanos, atendente de lojas, entre outras.

Moradores da Região do Médio Paraíba podem se candidatar a uma das 260 vagas oferecidas. Entre as opções existem 200 vagas para operador de atendimento receptivo, 8 para vigia, 11 para a área administrativa, entre outras. Na Região Centro-Sul Fluminense são divulgadas 3 vagas. São opções para auxiliar de cozinha e garçom.
Para consultar as oportunidades e as informações sobre remuneração e exigências de cada função, o candidato deve ser cadastrado no programa Sine e realizar a consulta de maneira presencial em uma unidade da rede ou através dos canais digitais: empregabrasil.mte.gov.br ou aplicativo Sine Fácil. O cadastro também pode ser realizado através do envio do currículo para o e-mail [email protected] Pelo mesmo canal é possível esclarecer dúvidas.
Publicidade
A Comunidade Católica Gerando Vidas está com 239 oportunidades de trabalho nesta semana. Há oportunidades para cargos como auxiliar de depósito, auxiliar de limpeza, cozinheiro, atendente, recepcionista, fiscal de prevenção e perdas, entre outros postos de trabalho.
Para se inscrever em uma das vagas oferecidas, os interessados devem acessar o site www.trabalhobrasil.com.br. É através deste link que o cadastro é feito para se candidatar. Para mais informações sobre as oportunidades, os candidatos podem ficar de olho na página do Facebook da Comunidade Gerando Vidas (https://www.facebook.com/sougerandovidas).
Publicidade
Os candidatos são encaminhados respeitando os critérios de requisitos e quantidade de vagas oferecidas.  No encaminhamento que será enviado aos candidatos selecionados, estará o endereço para comparecimento no local do recrutamento, oportunidade que foi encaminhado e para qual empresa o candidato será entrevistado.
Já a Luandre, empresa especializada em soluções de recursos humanos, está com 140 vagas para o Rio. Há oportunidades para operador de loja, técnico de enfermagem, técnico de manutenção marítimo e consultor de desenvolvimento mercado. Os salários vão de R$ 1 mil a R$ 7,5 mil. 
Publicidade
Os candidatos interessados devem se cadastrar no site candidato.luandre.com.br ou no app da Luandre disponível nas plataformas iOS e Android.
A Droga Raia está com vagas abertas para farmacêuticos no Rio de Janeiro. Os profissionais atuarão na linha de frente no cuidado com a saúde e o bem-estar da população em unidades da Droga Raia no estado.
Publicidade
A Droga Raia oferece treinamento, plano de carreira, salário compatível com o mercado, vale-transporte, vale-refeição, vale-alimentação, assistência médica, assistência odontológica, seguro de vida, Gympass, e convênio-farmácia. Para este e demais processos seletivos, a RaiaDrogasil também reforça seu compromisso de proporcionar diálogos propositivos em um ambiente saudável e inovador, pautado na equidade das oportunidades.

Os currículos devem ser enviados para o site Vagas.com, no link: https://lnkd.in/eJnXU79 (é necessário selecionar a região em que deseja procurar vaga).
Vagas também no Rio
Publicidade
A Granito, empresa de soluções em pagamentos, abriu mais de 150 novas vagas de trabalho para diversas regiões do país, inclusive com oportunidades no Rio, que devem ser preenchidas até o final de junho. Grande parte é para a área comercial. 
Para se candidatar, a empresa pede disponibilidade de início imediato, sendo necessário experiência com vendas externas, CNH ativa e veículo próprio. Os candidatos que forem aprovados no processo, além do salário, terão benefícios como VA; VR; ajuda de custo no valor de R$ 500, premiação no atingimento de objetivos individuais; assistência médica e odontológica; seguro de vida; premiação casamento e nascimento de filho. Os interessados devem acessar o site: https://insights.randstad.com.br/pt-br/vagas-granito.
Publicidade
O Zé Delivery está com 166 vagas disponíveis para diversos níveis e especialidades. Em sua maioria estão relacionadas com a área de Tecnologia (Engenharia, Produto, Design e Dados). Em Engenharia de Software, estão com o foco de trazer profissionais de desenvolvimento Backend. As inscrições podem ser realizadas na Página de Carreiras da empresa - https://jobs.kenoby.com/zedelivery

“Começamos 2021 com os mesmos desafios do ano anterior, porém em maior escala. Nossa tecnologia está muito mais robusta e temos um time técnico que entende para onde devemos levar nossa arquitetura e como evoluí-la para superar os desafios que vemos pela frente", conta Marcelo Malcher, diretor de Tecnologia do Zé Delivery.
"Precisamos continuar trazendo mais pessoas para compor os novos times e garantir que estes possam evoluir os produtos e serviços de forma autônoma e colaborativa, seguindo princípios técnicos bem definidos e alinhados a uma visão de Tecnologia clara e concisa, que se conecte com nossa estratégia de Produto", complementa Malcher.

Neste período ainda bastante desafiador, a maioria dos colaboradores se mantêm em trabalho remoto e acumulam benefícios como: atendimento psicológico gratuito, consultas sem custo à distância pelo Hospital Albert Einstein, com possibilidade de prescrição de medicamento e exames via SMS, aulas de yoga por videoconferência, incentivo educação, além de reembolso para compra de materiais de escritório e auxílio para despesas com internet.
Publicidade
Número histórico 
Com os dados divulgados nesta quinta-feira, o Estado do Rio registrou um número histórico de pessoas desempregadas. Em comparação ao mesmo período do ano passado, foram 316 mil desempregados a mais, no período que teve início a pandemia de coronavírus.
Publicidade
A taxa de desemprego no Rio ficou em 19,4%, ou seja, maior que a taxa geral do país, que chegou a 14,7%. No Brasil, o percentual também foi recorde da série histórica da Pnad. O índice fluminense foi o quinto maior entre todos os estados, ficando atrás somente da Bahia e Pernambuco, ambos com 21,3%, Sergipe, 20,9%, e Alagoas, com 20,0%. 
No país, o número de desempregados chegou a 14,8 milhões de pessoas no primeiro trimestre do ano, com acúmulo de 880 mil pessoas a mais que estão sem ocupação desde o último levantamento. A taxa de desocupação no país subiu 0,8%. 
Publicidade
Segundo a analista da pesquisa Adriana Beringuy, o indicador contém um componente sazonal. "Esse aumento da população desocupada é um efeito sazonal esperado. As taxas de desocupação costumam aumentar no início de cada ano, tendo em vista o processo de dispensa de pessoas que foram contratadas no fim do ano anterior. Com a dispensa nos primeiros meses do ano, elas tendem a voltar a pressionar o mercado de trabalho”.
O contingente de pessoas ocupadas registou 85,7 milhões, ficando estatisticamente estável na comparação com o último trimestre de 2021 e o nível de ocupação caiu 0,5 ponto percentual, para 48,4%.
Publicidade
Carteira assinada
O número de empregados com trabalho com carteira assinada no setor privado foi de 29,6 milhões de pessoas, no mesmo patamar do trimestre anterior e queda de 10,7% (menos 3,5 milhões de pessoas) comparado o mesmo período de 2020. 
Publicidade
Já o de trabalhadores sem carteira assinada apresentou redução de 2,9% dos empregados do setor privado, com menos 294 mil pessoas, totalizando 9,7 milhões.
A taxa de informalidade foi de 39,6% da população ocupada, ou 34,0 milhões de trabalhadores informais. No trimestre anterior, a taxa havia sido 39,5% e no mesmo trimestre de 2020, 39,9%.