Jogador é banido de seleção por causa de post contra gays

Atleta atacou homossexuais e ateus em uma rede social e teve o contrato rescindido sumariamente

Por O Dia

Israel Folau é um dos destaques da seleção australiana de rúgbi
Israel Folau é um dos destaques da seleção australiana de rúgbi -

Israel Folau, 30 anos, fullback da seleção de rúgbi da Austrália, teve o contrato rescindido com a Rugby Australia e não poderá mais defender seu país por causa de um post de conteúdo discriminatório feito em uma rede social.

"Atenção bêbados, homossexuais, adúlteros, mentirosos, fornicadores, ladrões, ateus e idólatras. O inferno espera por vocês. Arrependam-se! Só Jesus salva", diz o texto postado pelo atleta.

 

Mensagem que provocou o banimento de Israel Folau da seleção australiana de rúgbi - Reprodução

O chefe-executivo do Rugby Australia, Raelene Castle, e o chefe da New South Wales Rugby Union (entidade a qual o Waratahs, clube que Folau defende, é filiado), Andrew Hore, assinaram um comunicado oficial no qual explicam a decisão tomada.

"Enquanto Israel tem direito a suas crenças religiosas, a maneira pela qual ele as expressa é inconsistente com os valores do esporte. Queremos deixar claro que ele não fala em nome do esporte com suas recentes postagens nas redes sociais. Israel não conseguiu entender que a expectativa dele como funcionário da Rugby Australia e da NSW é que ele não pode compartilhar material na mídia social que condena, difama ou discrimina as pessoas com base em sua sexualidade", informa um trecho do comunicado.

"O rúgbi é um esporte que trabalha continuamente para unir as pessoas. Queremos que todos se sintam seguros e bem-vindos em nosso jogo e nenhum preconceito baseado em raça, gênero, religião ou sexualidade seja aceitável e nenhuma linguagem isole, divida ou insulte pessoas com base em qualquer desses fatores pode ser tolerado. Como código, deixamos claro a Israel, formal e repetidamente, que quaisquer mensagens ou comentários de mídia social que sejam de alguma forma desrespeitosos às pessoas por causa de sua sexualidade resultarão em ação disciplinar. Na ausência de fatores atenuantes convincentes, é nossa intenção rescindir seu contrato", diz o documento.

A Associação de Jogadores de Rugby Union da Austrália (Rupa) também emitiu um comunicado.

"A Rupa não endossa ou tolera o conteúdo da postagem de mídia social feita por Israel Folau, mas é imperativo que o processo adequado seja seguido sob o Código de Conduta", diz o comunicado.

Com isso, Folau está completamente fora dos planos para a disputa da Copa do Mundo de rúgbi, que será disputada este ano no Japão. O técnico da Austrália, Michael Cheika, não se manifestou sobre o caso.

Esta, aliás, não foi a primeira vez que Folau manifestou seu discurso homofóbico. No ano passado, ele escreveu uma mensagem utilizando o mesmo conteúdo para atacar o parlamento do estado da Tasmânia, que tornou legalmente opcional a lista de gênero em certidões de nascimento. Na ocasião, o Rugby Australia emitiu um comunicado no qual respeitava a opinião de Folau, mas que não compactuava com a ideia.

Galeria de Fotos

Israel Folau é um dos destaques da seleção australiana de rúgbi Ben STANSALL / AFP
Mensagem que provocou o banimento de Israel Folau da seleção australiana de rúgbi Reprodução

Comentários