Diego Hypólito quer ser exemplo para jovens que sofrem preconceito - Reprodução
Diego Hypólito quer ser exemplo para jovens que sofrem preconceitoReprodução
Por O Dia
Rio - Pela primeira vez, o ginasta Diego Hypolito falou publicamente sobre sua orientação sexual em entrevista ao portal "UOL". O atleta, de 32 anos, contou que percebeu que era gay aos 19 anos e que durante todos estes anos, escondeu a homossexualidade para preservar a carreira. Ele disse que o fato de ter vindo de uma família humilde e religiosa também pesou muito. O ginasta é protestante e por muito tempo tinha o pensamento de que "ser gay era ser um demônio". 
Em 2014, o atleta assumiu para a família que vivia um relacionamento homoafetivo, que não foi bem aceito pela mãe. Ele declarou que, embora tenha vivido momentos muito difíceis até ser aceito pela família, sempre contou com o apoio da irmã, a também ginasta Daniele Hypolito. "Daniele me apoiou incondicionalmente, disse que sempre soube mesmo sem eu nunca ter falado nada", afirmou.
Publicidade
Diego disse que para criar coragem e assumir sua sexualidade, foram necessários anos de terapia e também o apoio de outras pessoas gays, e que, agora, ele quer ser um exemplo para outros jovens que sofrem e enfrentam os mesmos julgamentos.
"Muitos não se aceitam como são ou não são aceitos pela família e têm pensamentos suicidas por não conseguirem corresponder às expectativas dos outros. Quero que as pessoas saibam que eu sou gay e que eu não tenho vergonha disso. E não é porque eu sou que outras pessoas vão querer ser. Isso não tem nada a ver. Já vivi muitos anos pensando no julgamento que os outros fariam sobre mim. Hoje só aceito ser julgado por Deus."