Jornalista, sobre desvalorização do futebol feminino: 'Não é justo a Marta ganhar igual ao Pará'

Tema foi debatido em programa do SporTV

Por O Dia

Marta
Marta -
Rio - A desvalorização do futebol feminino foi um dos temas debatidos durante o "Redação" desta terça-feira. Para o jornalista Aydano André Motta, a desigualdade entre os gêneros no esporte não pode ser tão grande. Ele chegou a comparar o salário de Marta com o do lateral Pará, do Flamengo.
Aydano André Motta - Reprodução
"Não aceito discussão de que é um jogo deficiente. É um outro jogo, outro tipo de jogo, igualmente interessante. Tem drama, angústia… Tudo que tem no futebol masculino tem no feminino. É absolutamente igual ao basquete, vôlei, handebol e qualquer esporte de ponta. Passou a Olimpíada e o futebol feminino caiu num ostracismo. Não a TV, mas os dirigentes e os responsáveis pelo esporte brasileiro não podem deixar cair no ostracismo. A Marta ganhar igual ao Neymar não é justo. Mas também não é justo a Marta ganhar igual ao Pará", declarou o jornalista.
Nesta terça-feira, Marta e a Seleção entrarão em campo para mais uma partida da Copa do Mundo feminina. As brasileiras enfrentam a Itália, às 16h, em Valenciennes.

Galeria de Fotos

Marta Lucas Figueiredo/CBF
Aydano André Motta Reprodução

Comentários