Prejuízo! Marreta lesiona os dois joelhos contra Jon Jones e só volta a lutar no UFC em 2020

Brasileiro se lesionou ainda no primeiro round do combate que encerrou o UFC 239

Por O Dia

Marreta vendeu caro a sua derrota para o campeão Jon Jones, perdendo o combate na decisão dividida
Marreta vendeu caro a sua derrota para o campeão Jon Jones, perdendo o combate na decisão dividida -
EUA - A guerra pelo cinturão dos meio-pesados (93kg) do UFC deixou um baita prejuízo para Thiago Marreta. O brasileiro que vendeu caro a sua derrota para o campeão Jon Jones, perdendo o combate na decisão dividida, descobriu através de exames realizadas nos Estados Unidos, que obteve lesões em ambos os joelhos.

Marreta se machucou ainda no primeiro round da última luta do UFC 239, realizado no ultimo sábado, na T-Mobile Arena em Las Vegas, Nevada.

Em entrevista à "Ag Fight", Tatá Duarte, treinador de Thiago, informou que o atleta deverá passar por cirurgia, mas disse não ter certeza se o procedimento será realizado nos dois joelhos. Duarte explicou que por lutar desde o primeiro round lesionado, o brasileiro acabou forçando ainda mais a outra perna, o que acarretou em uma lesão no outro joelho.

"O Thiago está fazendo exames com o pessoal do UFC. Ele vai ficar um mês nos Estados Unidos. Vai operar nos Estados Unidos. Vai ter que operar tudo", falou Tatá. "Estourou tudo. A gente não soube como que ele conseguiu lutar, nem ficar de pé. E aí também estourou o outro joelho, porque ele compensou na outra perna. Ele chutou tudo com o joelho fora do lugar, aí estourou a p*** toda. Foi tudo pro saco", falou.

Pouco depois do combate, Tatá revelou que Marreta já tinha operado o joelho direito este ano. O brasileiro atuou contundido contra o polonês Jan Blachowicz, em fevereiro. Caso opere os dois joelhos, Thiago só deve voltar a entrar em ação no octógono do UFC em 2020.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários