Mágoas e recomeços: Marquinho e Nenê reencontram ex-equipes em Vasco x Fluminense

Jogadores não saíram bem das equipes e agora tentam o sucesso pelo novo clube

Por Lance

Nenê e Marquinho
Nenê e Marquinho -
Rio - O clássico entre Vasco e Fluminense, neste sábado, marcará não só a briga direta dos cariocas contra a zona de rebaixamento, mas também o reencontro entre dois jogadores que tiveram bons momentos pelos times que agora são rivais. Marquinho, agora do lado cruz-maltino, e Nenê, pelo tricolor, vão tentar desempenhar bons papeis no meio campo em São Januário para ajudar as equipes a conquistarem mais pontos no Campeonato Brasileiro. A partida será às 11h (de Brasília).

Do lado vascaíno, Marquinho ganhou a confiança do técnico Vanderlei Luxemburgo em pouco tempo, ocupando uma posição carente no time titular nessas primeiras partidas no clube. Hora de meia, hora mais avançado, o jogador ainda tenta encontrar a melhor posição no time para render aquilo que é esperado.
Dispensado por telefone do Fluminense no final de 2017, Marquinho já admitiu que se sentiu traído com o término do vínculo da forma que aconteceu. O meia esteve nas Laranjeiras de 2009 a 2011 na primeira passagem e 2016 a 2017 na segunda. Foram 199 jogos, 21 gols e a conquista do Campeonato Brasileiro em 2010.

"É um irmão meu. Estou muito feliz de jogar com ele novamente. Sempre falei que arrumamos um jogador que vai para a briga com a gente, para a guerra. É um jogador que não foge do jogo, que busca a jogada. Tenho certeza que vai ajudar. O Marquinho tem uma história bonita no futebol", elogiou o zagueiro Leandro Castan.
Regularizado, Nenê está apto a enfrentar o ex-clube, podendo fazer a sua estreia pelo Fluminense. O palco, São Januário, não poderia ser o mais adequado para o jogador. Afinal de contas, pelo Cruz-Maltino, brilhou intensamente no estádio, marcando 16 gols dos 44 que fez com a camisa vascaína.

Um deles inclusive, contra o Tricolor, dando a vitória ao Vasco no último minuto, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro de 2017. No entanto, dessa vez, a atmosfera estará totalmente contra o meia. Os vascaínos estão na bronca com Nenê desde a sua saída para o São Paulo, no início do ano passado e ao que tudo indica, o jogador vai ser bastante hostilizado assim que pisar no gramado.

A tendência é de que Nenê seja titular, já que participou normalmente dos últimos três treinamentos. Essa possibilidade aumenta ainda mais com as ausências de Ganso, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e Miguel, que está com a Seleção Brasileira Sub-17. O técnico Fernando Diniz vai definir a escalação após a atividade desta sexta-feira. Guilherme, Léo Artur e Marcos Paulo, também possuem chances de iniciar a partida. Mesmo com a titularidade indefinida, é certo que Nenê vai ser relacionado, reencontrando mais uma vez o Vasco e seus torcedores.

Vasco e Fluminense tem os mesmos 10 pontos no Brasileirão e estão, respectivamente, em 16º e 15º lugar. O duelo é válido pela 11ª rodada. 

Comentários